Crianças · Cuidado · DIY: Faça você mesmo

Dica caseira para assadura de bebê (Com vídeo Diy)

O post de hoje é sobre as terríveis assaduras, que acontecem com mais frequência com os bebês que ainda usam fraldas. Mas a gente sabe que ninguém está livre, quem nunca teve aquele “piriri” e ficou assado como um bebê, atire a primeira pedra.

p1240936

A dica é simples, barata e bem antiga, mas nem todo mundo sabe.

Aplicar polvilho, sobre as assaduras ou para evitá-las, causa um alívio imediato e melhora de verdade. Digo por conhecimento de causa, de quem tem 3 filhos e usou nos três.

Se você ainda ficou em dúvida eu te explico. É isso mesmo, aquele “polvilho doce”, que a gente compra para fazer pão de queijo e outras delícias.

Veja como é bem simples (veja também vídeo abaixo)

1 – Faça uma espécie de sachê de polvilho com um tecido bem macio – o ideal é uma fraldinha.

2 – Lave a área afetada, e seque bem – sem esfregar e com uma toalha macia.

3 –  Agora é só aplicar no lugar afetado.

4 – Aplique em toda troca

LEMBRETE IMPORTANTE: Cuide para não exagerar e fazer aquela “poeira” nem de polvilho e nem de talco. O bebê pode inalar e isso pode causar problemas.

p1240933p1240938p1240936

Veja o vídeo com o passo a passo!

Espero que tenham gostado da dica!

E se você também tem uma dica caseira interessante, conte para mim!

Beijinhos,

Tati

Cuidado · Cuidado com as plantas · Plantinhas

Como cuidar das Suculentas

Não é novidade para quem me acompanha que ando apaixonada por essas fofuras. Tenho várias aqui em casa, e claro que, pretendo ter muito mais! rs

Fácil de cuidar e sem ocupar muito espaço, são excelente para quem mora em apartamento. Mas também pode ser cultivadas diretamente no solo e deixar o jardim de qualquer casa ainda mais charmoso.

Não sou especialista no assunto, o que vou ensinar aqui é como cuido das minhas em casa. E tem dado super certo!

P1200510

As regras são simples:

1 – Iluminação

Da mesma família dos cactos são originárias de clima árido, quase seco. Então, gostam de luz. Em média, 4 horas por dia de sol. Mas o sol em excesso não é saudável. Algumas espécies gostam mais da luz indireta. Então, pesquise para oferecer a melhor localização possível.

Essas suculentas e cactos ficam ao lado da janela da lavanderia num suporte para produtos de limpeza! (Quem gosta de planta sempre dá um jeito!) Elas pegam bastante luz e agora no inverno o sol da tarde., já no verão o sol da manhã.

P1200502

2 – Como regar

No verão uma vez por semana e no inverno de uma a duas vezes por mês. Molhe apenas o solo, as folhas não devem ser molhadas.

P1200496

3 – Quanto regar

Se tiver como a água escoar pode molhar bem, se não uma colher de sopa é suficiente (para vaso mini)

Essa é bem mini, comprei na feirinha do Embu das artes, é o meu xodó.

P1200497

4- Em que vaso colocar

É comum comprá-las em vaso de plástico e pode sim continuar neles. No entanto, os de barro, cerâmica e fibras de coco são os melhores, já que conservam  a umidade delas.

P1200509

5 – Mudas

Eu já tinha lido a respeito, mas não levei tão a sério até vê os bebês brotando, assim sem muito cuidado. Como elas ficaram no mesmo recipiente que as “mães”, a terra continuava  sendo regada e isso é essencial, mas sem molhar as folhas.

P1200507

P1200506

6 – Replantio (fonte Madame Criativa)

Forre o fundo do vaso com cacos de telha  para fazer o dreno
Encha o vaso com terra.
Coloque a mudinha sobre a terra com delicadeza e polvilhe terra seca sobre as raízes de modo que a terra caia suavemente.
Pressione levemente a terra ao redor da mudinha.
Dica: Nunca pressione a terra que está sobre a raiz. Se depois de um tempo a terra ceder e as raízes ficarem expostas, polvilhe mais terra.
Coloque pedrinhas sobre a terra para ajudar a conservar a umidade da rega.

 

Em minha pesquisa, gostei muito das dicas do blog Madame Criativa, deixarei os links aqui para vocês.

Como cultivar e fazer mudas

Como replantar mudas de suculentas

 

Espero ter ajudado!

Beijinhos,

Tati

 

 

 

 

 

Cuidado

Alergia nas Mãos

Você já imaginou o que seria de mulher, mãe de 3 filhos, que tem um cachorro, um marido, casa para cuidar, roupa para lavar, comida para fazer e etc, com alergia nas mãos? Pois é, essa sou eu.

12895345_969167086499347_409169170_n

Você pode estar se perguntando:  Alergia ao que exatamente? A praticamente tudo. Eu até brinco, que só não tenho alergia do cartão de crédito kkkkk

Eu tenho o que os médicos chamam de alergia de contato. Ou seja não posso ter contato com o que me dá alergia, é meio óbvio, né?

Percebi essa alergia quando era adolescente, não podia jogar bola que a mão rachava e sangrava, por causa da poeira. Não podia lavar louça e nem pensar em mexer com produto de limpeza.

Durante os anos, fui aprendendo a conviver com esse problema. Que, também, com o passar do tempo pirou. Hoje adquiri alergia das luvas (até das antialérgicas) das frutas (evito descascar Kiwi , mamão, morango) de algumas verduras e por aí vai.

Essa alergia ataca até as minhas unhas, não tenho nem cutículas. (Até que não é tão ruim. rs)

Sei que tem muita gente que tem esse tipo de alergia, por isso quero dividir com vocês dois produtos que me ajudam muito.

Descobri que o detergente Limpol Cristal, entre todos é o menos agressivo a minha alergia e hoje consigo lavar a louça sem tantos problemas.

48098054be61b334389

Já para mantê-las hidratadas e, livre das rachaduras, eu uso o Ureadin 10. É um creme a base de Ureia, super hidratante. Pode ser usado  em todo o corpo, alias é ótimo para os pés ressecados.

 

a_p4_modulo_2_img_2_0

 

Uso várias vezes por dia, como ele é bem concentrado um pouquinho só é suficiente. Já experimentei outras marcas como a mesma fórmula, mas só gostei dessa. Não é tão barato, mas o custo benefício compensa.

Espero que essas dicas possam ter ajudado!

Beijinhos,

Tati